Ir para página principal

Paróquia da Rensa inicia Catequese Inclusiva

A Paróquia São Judas Tadeu, em Contagem, vai iniciar a Catequese Inclusiva no dia 06 de fevereiro, quarta-feira. As inscrições se encerram no dia 15 do mesmo mês. A iniciativa surgiu a partir da percepção da coordenadora da Catequese da paróquia, Rosane Cardoso, da importância e necessidade de acolher todas as pessoas. A ideia foi aprovada e incentivada pelo pároco, padre Arnon de Miranda.
 
Para implantar a Catequese Inclusiva, o primeiro passo foi estudar e aprofundar no assunto, a fim de proporcionar aos catequistas uma qualificação e preparação específica. As catequistas que serão responsáveis pela turma possuem experiência na área. Uma delas, Ariade Lima, é pedagoga, intérprete em libras e pós-graduada em necessidades especiais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. E a outra, Viviane Ferreira, é estudante de pedagogia e trabalha com crianças especiais em uma escola municipal.
 
A fim de atender a demanda, outros quatro catequistas da paróquia vão participar do Curso de Libras oferecido pela Pastoral do Surdo da Arquidiocese de Belo Horizonte, que começa no dia 09 de fevereiro, com o objetivo de se capacitarem e qualificarem para melhor atender as crianças inscritas na Catequese Inclusiva. 
 
Catequese para pais e casais
Além da Catequese Inclusiva, a Paróquia São Judas Tadeu também oferece uma modalidade para pais e casais que se interessam pela formação a fim de receberem o sacramento da Eucaristia. Essa Catequese busca acolher os casais do Encontro de Casais com Cristo (ECC) e pais de catequizandos que não possuem alguns dos sacramentos de iniciação cristã. Na primeira turma, participaram ainda pais que já tinham os sacramentos de iniciação e que se interessavam pelos momentos de espiritualidade e aprofundamento da fé.
 
Segundo uma das coordenadoras da Catequese, Rosane Cardoso, o pároco, padre Arnon de Miranda, disse que “ver pais trazendo crianças para a catequese faz parte de nossa vida cristã, mas ver filhos trazendo pais para a Igreja é uma experiência maravilhosa”. E a catequista completa dizendo que “a família é a menina dos olhos de Deus. E a vivência de fé compartilhada em família fortalece ainda mais os laços entre eles”.
 
Informações: Rosane Cardoso - Coordenação da Catequese da Paróquia São Judas Tadeu

 

 
Compartilhe: